PedrAzul Editora: é a nova parceira do blog PS Amo Leitura

fevereiro 11, 2018

Hoje vou falar da parceria que o blog PS Amo Leitura tem com a Pedra Azul editora!

A editora me disponibilizou 12 e-books para divulgação. Estou ansiosa para ler alguns e que tal vocês conferirem agora os quais eu recebi, saber mais sobre a editora e me ajudar com qual deseja ser resenhado primeiro aqui no blog?





"Um clássico nacional à moda europeia! A história de uma jovem governanta chamada Alice Galba.
O século XIX caminhava para o fim, o Rio de Janeiro vivia o auge da cultura cosmopolita, a Belle Époque, marcada por profundas transformações culturais que se traduziam em novos modos de pensar e de viver o cotidiano. Em meio à aristocracia carioca, um rico advogado – viúvo, mas ainda jovem e atraente – era perseguido por mães casamenteiras que desejavam ter um genro abastado e influente. Porém, ele se esquivava resoluto, pois prometera à esposa, no leito de morte, manter sua viuvez. O casamento com a filha de um barão resultou em um fruto: uma garotinha mimada e sem modos, criada pelos avós maternos, cuja avó baronesa fazia-lhe todas as vontades. Infeliz pela má educação da menina, ludibriado por um escravo que usava as suas roupas, fumava os seus charutos, bebia fartamente da adega e ainda inflacionava as contas da casa, ele decide contratar uma governanta. Desconsiderando todas as críticas feitas pelos amigos e pela sogra ciumenta, ele pede ajuda ao padre Assunção, seu amigo de infância, e publica um anúncio num jornal à procura de uma governanta. Atendendo ao anúncio, aparece Alice Galba, que aceita a estranha condição: que o patrão jamais a visse. Quando ele entrava pelo portão, ela se escondia. Dela ele apenas sentia o perfume e sua boa influência no lar e na educação da filha. Suas roupas agora estavam impecáveis, a mesa sempre bem posta e arranjada com esmero, a comida saborosa e os móveis reformados, de forma que começou a desejar ardentemente voltar para sua (agora agradável) moradia. Vez ou outra encontrava um livro aberto, esquecido sobre uma poltrona e, com o passar dos meses, passou a notar a doce presença da alma da moça pelos cômodos do casarão. Alma cujo rosto ele já ansiava ver!" (SKOOB)



"Como fazia todo verão, lorde Steve, o conde de Ponthieu, passava uma temporada no medieval castelo do amigo Roger de Montgomery: o Arundel Castle. O lorde gostava da vila de Arundel e simpatizava com as pessoas de Sussex. Até que vira lorde Patchetts tentar estuprar uma camponesa, a quem socorrera dando uns bons socos na cara do maldito barão. Depois desse triste acontecimento, ele ficou vários anos longe de Arundel, pois não aceitava que Montgomery mantivesse amizade com tão vil cavalheiro. Mas depois que soube da morte do barão voltou a Sussex para descobrir que a moça do passado não só tinha sido vendida pelo próprio pai para uma casa de prostituição, mas que o maldito camponês estava prestes a negociar sua outra filha, uma linda jovem de 17 anos, e dar-lhe o mesmo fim da filha cortesã. E ele, portanto, resolveu comprá-la. O que acontecerá com Meg Hayes? O que o conde de Ponthieu fará com a jovem que acabara de comprar?" (SKOOB)



"A trama tem início com a narrativa do dilema em que se encontra a publicitária Ana Solevade, uma jovem viúva, mãe de dois adolescentes, desempregada, sem dinheiro e sem perspectivas. Ana é uma profissional competente e muito experiente, mas se encontra diante de uma encruzilhada: continuar em São Paulo, refém de um mercado altamente competitivo e de um custo de vida elevado, sem condições de manter a si e aos filhos, desesperada por um trabalho que pague as suas contas, ou partir para o interior de Minas, para um lugar do qual nunca ouviu falar até se deparar com um curioso anúncio nos classificados de um grande jornal, requisitando uma pessoa com formação superior para ser acompanhante da velha matriarca de uma família tradicional. A função parece medíocre, mas o salário é escandalosamente convidativo. Frustrada e desiludida pela dificuldade em arranjar uma recolocação no mercado de trabalho em sua área de atuação, Ana resolve aceitar a proposta e parte rumo ao desconhecido, indo encontrar-se com uma mulher misteriosa, altiva, muito cruel e completamente cega.
Logo após a sua chegada, encantada pela riquíssima biblioteca da mansão, em cujas prateleiras pululam os mais extraordinários clássicos da literatura universal, a publicitária percebe que sua amargurada patroa guarda inúmeros segredos, envolvendo outra tradicional família da região. A ala oeste da casa permanece constantemente trancada e a proibição de explorá-la é taxativa. No casarão, conhece Rodrigo, o filho da matriarca, um homem fraco e dividido entre o presente e o passado misterioso. Rodrigo interessa-se por ela logo que a vê, não apenas como a acompanhante da mãe, mas como mulher. Esse interesse, porém, põe a vida da moça em perigo e ela começa a sofrer atentados, percebendo que aquele lugar tem muito mais segredos do que se possa supor.
Isolada, assustada, humilhada pela velha senhora, correndo perigo de morte, impactada pelo súbito interesse do enigmático milionário, com saudade dos filhos, ela encontra alento na amizade de Polaco, um pequeno órfão que se ofereceu para cuidar de Florinha, a cachorrinha que ela trouxe consigo da cidade grande. O menino logo se torna o centro de suas atenções, pelo menos até ela conhecer o ainda mais enigmático Eduardo Olegário Nunes Mariano, um jovem e belo médico que mexe com o seu coração como homem nenhum jamais mexeu. É a partir daí que começa o seu verdadeiro drama, um amor e uma felicidade jamais sentidos, ofuscados pela mais cruel decepção. Eduardo também se apaixona perdidamente por ela, mas, não é um homem livre e está completamente envolvido nos segredos do casarão dos Montemezzo. Mais uma vez Ana Solevade se vê numa encruzilhada: fugir ou enfrentar. Decide enfrentar, fazendo uma arriscada escolha que mudará para sempre o curso da sua vida." (SKOOB)




"Inspirado na história real de Charlotte Hayes (século XVII), uma linda cortesã de um bordel londrino conhecido como “convento”, Quando os Céus Conspiram narra as histórias de Amy Hayes e o conde Filippo Raspail. 
A linda camponesa escapara de ser estuprada por lorde Patchetts para dois anos depois ser violentada pelo filho bêbado de um fazendeiro. Desonrada, ela se muda para Londres em busca de trabalho. Mas Amy era bonita demais para ser empregada de uma dama. Ninguém queria aquela ameaça em sua casa. Restara a ela, portanto, A Casa das Damas, um conhecido bordel londrino que mantinha carruagem e criados de libré para suas damas da noite que eram ensinadas a se portarem como educadas ladies. Quando o visconde de Beauchamp, um dos lordes mais terríveis de Londres, tornara-se seu protetor, Amy caíra em total desgraça. Obrigada a ir com ele para Paris, num esquema de traição à Coroa Britânica, ela é salva por um cavalheiro quando tentava se matar no rio Sena.
Filippo Raspail era um nobre que, como Amy Hayes, tivera um passado tremendamente infeliz. Tudo que ele queria era cumprir seus dias na terra para finalmente encontrar sua amada Juillet no outro lado do desconhecido. Morta há mais de 20 anos, ele se enterrava com ela, pois a amargura o consumia dia após dia. Quando os céus conspiraram a favor deles, Amy, que odiava todos os homens, tivera que aprender que nem todos eles eram bestas, como ela os chamava, e Raspail que a vida podia não ser tão lúgubre assim." (SKOOB)




"Um best-seller instantâneo desde o seu lançamento em 1992, o romance Kurt Seyit & Shura, de Nermin Bezmen, é um clássico da literatura turca contemporânea, um drama romântico que tem como cenário a decadência do Império Russo e a Primeira Guerra Mundial. Bezmen nos conta a história de um casal que vive um amor proibido à medida que foge da onda de devastação causada pela Revolução Bolchevique. Neta de Kurt Seyit, O Lobo, que procurou refúgio no já enfraquecido Império Otomano, a autora relata a história real até então traduzida para doze idiomas.
   Kurt Seyit é o filho de um nobre abastado da Crimeia e um elegante primeiro tenente da Guarda Imperial. Ferido no front dos Cárpatos e, mais tarde, procurado pelos bolcheviques, ele faz uma fuga ousada através do Mar Negro. Orgulhoso para aceitar o pagamento por um carregamento de armas que ele entrega aos nacionalistas, Seyit enfrenta anos de luta para começar uma nova vida na República Turca que surge das cinzas do Império Otomano decadente. Tudo o que ele tem é a sua dignidade e o seu amor.
   Shura é a linda e inocente menina, encantada pela música de Tchaikovsky e pelas luzes brilhantes de Moscou, que se apaixona por Seyit quando tem apenas quinze anos. Uma vítima em potencial na mira dos bolcheviques devido à riqueza e à posição social de sua família, ela está determinada a seguir seu coração e acompanhar Seyit na sua perigosa fuga pelo Mar Negro." (SKOOB)




"Rose é uma menina frágil e adoentada que, depois de ficar órfã, vai morar temporariamente com duas tias solteironas e ricas enquanto aguarda seu tutor legal, o tio Alec, voltar do exterior. A chegada do tio transforma completamente o ambiente sério da casa e, com seus ideais pouco convencionais sobre saúde e educação, ele, aos poucos, ganha a confiança da sobrinha e o respeito das irmãs. Criada apenas na companhia do pai, Rose se sente perdida em meio a tantos tios, tias e primos; mas é ali, cercada por sua numerosa e barulhenta família, que ela aprende a conviver com as diferenças, faz amizades e começa a ver o mundo com outros olhos." (SKOOB)






"Joss Horsfield tem o curso de sua vida alterado quando, no leito de morte, o Marques de Lands End, seu pai, reconhece seu irmão bastardo como filho e revela a grande farsa em que suas vidas foram enredadas. Agora, ao lado de seu irmão, ele começa uma busca pela mãe biológica de ambos. Mas a procura pela verdade traz novas descobertas, como duas primas que sobreviveram a um incêndio criminoso que matou toda a família: Celestine, uma louca que passou a vida escondida num hospício – e a quem ele teria que suportar –, e Estell, que durante a fuga das chamas se perdeu da irmã, foi levada para França, e retorna a Londres para um ajuste de contas. Joss, agora, tem que lidar com as consequências de mexer no passado, mas o que ele não esperava era que a louca Celestine o ensinaria outro tipo de loucura: a de amar alucinadamente. " (SKOOB)



"Evelina é uma obra encantadora. Não foi à toa que Frances Burney, conhecida também por Fanny Burney, inspirou o estilo Jane Austen. A obra conta a história de Evelina, a filha adotiva de um reverendo, cuja mãe morreu pouco depois de tê-la dado à luz. As circunstâncias do seu nascimento são um tanto nefastas: a mãe foi enganada pelo pai, que a abandonou alegando nunca ter-se casado com ela. O livro, que é epistolar, trata-se de um período em que Evelina é requisitada para acompanhar os Mirvan – mais especificamente a única filha dessa influente família, que tem a mesma idade dela – em passeios diversos pelo interior da Inglaterra. Entretanto, durante esse período, é necessário que a família vá a Londres, viagem em que é pedida a permissão do reverendo para que Evelina também os acompanhe. Em Londres ela encontra pessoas de sua família que não conhecia e começa a reconstruir sua história de vida a partir desses encontros." (SKOOB)



"Como assistente de engenheiro em Heathbridge, interior da Inglaterra, Paul Manning, ainda muito jovem, ama o que faz e se dedica cem por cento à função de supervisionar a construção de uma ferrovia. Parte desse amor pelo trabalho se deve à admiração que ele sente por seu belo chefe, Mr. Holdsworth, um pouco mais velho que ele, entretanto, ainda jovem. Longe da casa dos pais, Paul passa a maior parte do tempo tentando ser como Mr. Holdsworth, pois, como ele próprio diz, Mr. Holdsworth é competente, sofisticado, educado e viajado. Enfim, só tem elogios à pessoa de seu chefe e amigo. Mas, assim que sua mãe fica sabendo eu ele está sediado em Heathbridge, incentiva-o a procurar a família de um certo clérigo Holman, da Fazenda Hope, seus parentes distantes. Paul, que a última coisa que deseja é travar relações com mais um pároco, hesita, porém, obediente aos pais, faz uma visita a tais parentes. Logo ele firma amizade com a bela prima Phillis, filha única do clérigo, inteligente demais para uma mulher do século XIX, coisa que incomodou demais Paul, afinal, por que uma moça tinha que saber italiano, grego, essas línguas que ele mal conseguia diferenciar uma da outra?! Mas, o que ele menos esperava é que seu herói, Mr. Holdsworth, com profundo conhecimento de idiomas, não tivesse a mesma filosofia que ele. E ainda mais, que seu chefe fosse se interessar romanticamente por Phillis." (SKOOB)



"Num pequeno vilarejo, no interior de São Paulo, Brasil, Corina, uma moça considerada rebelde, é expulsa de casa pelo pai após ser flagrada nua com o namorado no sótão da igreja da vila. Aos 16 anos, se vê sozinha no mundo, com apenas uma carta e uma pequena quantia em dinheiro. No papel, o endereço de um homem desconhecido, em Piedade, interior de Minas Gerais.
Na chegada ao vilarejo, descobre que o homem, filho mais velho da tradicional família Nicolini, a quem deveria entregar a carta de sua mãe, havia morrido.
Sem saber o que fazer e sem poder voltar para casa, Corina se descobre grávida e é obrigada a viver naquele lugar, como agregada daquela família. Eduardo, o mais novo dos Nicolini, se transforma em seu grande amor.
Em meio à tomada do poder político no Brasil pelos militares, em 1964, seus pais desaparecem e com eles as respostas. Em seguida, o patriarca Nicola Nicolini também morre e leva para sempre o segredo da carta.
Muitos anos depois, Corina se vê diante de um dilema: contar a verdade à filha, e correr o risco de ser odiada, ou deixar que uma tragédia aconteça?" (SKOOB)




"No século XIX, em meio a Revolução Industrial, um amor em meio ao caos. Margaret Hale e Mr. Thornton. Após a morte de seus pais, Margaret está de partida para Londres com sua tia, Mrs Shaw, mas um livro precisa ser entregue a Mr. Thornton das fábricas Marlborough, uma recordação de Mr. Hale para seu mais querido pupilo. Na despedida, em frente à Mrs Thornton, Margaret entrega o livro ao industrial. Ele, numa tentativa desesperada de impedir sua partida, diz que também tem algo para ela e lhe entrega outro livro, dentro dele, uma nota escrita às pressas. Margaret olha o volume, cujo conteúdo narrava os movimentos mercantis e os negócios na Europa, mas o aceita.
Uma carruagem pelas movimentadas ruas de Milton; um cavaleiro enfrenta a neve em busca de um coração que pertence a ele e a Milton; uma aparição apaixonada na estação; e o retorno a Helstone. A vida de John e Margaret Thornton contada por uma bisneta do casal.
Um coração para Milton traz de volta todos os ricos personagens de Margaret Hale (Norte e Sul), de Elizabeth Gaskell: Nicholas Higgins, Hannah Thornton, Henry Lennox e muitos outros num romance histórico de amor e esperança." (SKOOB)




"Notadamente autobiográfico, Villette foi o último romance publicado em vida por Charlotte Bronte. Nele, ela atingiu o auge de seu poder artístico. É o trabalho mais completo e profundamente sentido da autora, superando até mesmo Jane Eyre em aclamação da crítica. O livro é narrado por Lucy Snowe, que foge da Inglaterra e de um passado trágico para se tornar preceptora e, mais tarde, professora de inglês em um pensionato francês dirigido por Madame Beck, na cidade fictícia de Villette. Lá, ela inesperadamente confronta seus sentimentos de rejeição, saudade, abandono e luta pelo amor de um homem. Apesar da adversidade e da decepção, Lucy sobrevive para contar a visão irrestrita da jornada de uma vida turbulenta, uma viagem de uma mulher sozinha, os sentimentos conflituosos por dois homens tão diferentes como o fogo e o gelo, Monsieur Paul Emanuel e doutor John Graham Bretton, e um futuro incerto." (SKOOB)



"Londres 1830. O malvado e rico lorde Lovel casa-se com Josephine Murray e a rejeita assim como sua filha, lady Anna, alegando que já era casado quando se casou com ela. Sem dinheiro, a dama é acolhida por Thomas Twaite, que além de oferecer sua casa, a ajuda financeiramente a processar o conde por bigamia. Anos depois, o conde Lovel retorna para a Inglaterra após uma longa estada no exterior, mas morre deixando um confuso testamento. Seu herdeiro natural, Frederick Lovel, um sobrinho distante, herda a propriedade e o título, mas precisa do dinheiro da prima para viver como nobre. A filha ilegítima do conde, junto com a mãe, travam uma batalha judicial para conquistarem seus direitos ao título e à fortuna do velho conde. Para colocar um ponto final na disputa e contentar as duas partes, os advogados do jovem conde o aconselham a casar-se com a prima. O problema é que o coração da jovem já tem dono: Daniel Thwaite, o filho do alfaiate, que também exerce a mesma função do pai e é rejeitado pela condessa Lovel, que prefere como genro o nobre primo. Será que lady Anna irá se render aos encantos e ao luxo do jovem conde ou se manterá fiel ao seu amor da infância?" (SKOOB)



"Tudo parecia confortável demais na vida dos irmãos Matthew e Marilla Cuthbert, mas o coração de Matthew começou a dar sinais de que a idade lhe havia chegado. Decidiram, não antes sem muita ponderação, adotar um menino, de uns onze anos, para que pudesse receber educação apropriada e ser o ajudante de Matthew. Mas, a mão da Providência já havia agido na vida deles, e através de um erro de comunicação, uma menina ruiva, tagarela e sardenta ocupou o lugar do menino. Anne, assim que chegou a Green Gables, fica sabendo do engano, mas com sua imaginação fértil e conversa afiada, já havia conquistado o coração de Matthew. E assim começa a história de suas aventuras fascinantes, com sua “amiga do peito” Diana, e sua competição com o inteligente e perspicaz Gilbert Blyhte. À medida que Anne foi aceita em Green Gables, ela conquista também a admiração de toda a cidade de Avonlea e o encanto do seu mundo de sonho e imaginação se espalha e vai contagiar você também." (SKOOB)



"O primeiro livro da série O Quarteto do Norte

Na primeira metade do século XIX, Eliza se viu sozinha em uma terora tomada por facções rivais. Sem meios, à mercê de abusos, ela aceita se casar sem amor com um aristocrata e capitão do exército da Prússia, Joseph Dahmann. Porém, no dia do casamento, Joseph foi tirado do altar por soldados da facção austríaca, liderada pelo seu próprio irmão, o coronel Heinz Dahmann. Forçada pelo cunhado a viver em um cativeiro, assediada dia e noite, ela foge para a Inglaterra à procura de seus parentes. Mas, quando chega à Inglaterra, nada era como ela esperava. Não havia tia, nem tio e nem primos à sua espera. Somente uma velha cabana vazia na qual ela tiritava de frio. Em Londres, o nono conde de Northumberland, ou conde Hotspur como era conhecido, é chamado de volta a Alnwick Castle, no extremo norte da Inglaterra, pois o escudeiro de seu falecido pai havia morrido, e na cabana do velho rendeiro, uma estrangeira havia chegado." (SKOOB)




"O segundo livro da série O Quarteto do Norte

Desde pequena, a menina Leonora se perguntava por que sua mãe sabia ler e escrever em dois idiomas e o pai sequer sabia ler em um deles. Instruída pela mãe francesa, a filha de um simples cuidador de cavalos muito cedo se vê sozinha no mundo, à mercê de uma tia autoritária e de um padrasto violador. Um encontro na infância provoca uma reviravolta em sua vida e ela vai trabalhar como ama da duquesa viúva de Pudhoe, uma dama autoritária, mas que a respeitava. Entretanto, quando lady Muriel Browne chega de Londres para passar uma temporada em Pudhoe Castle, no Norte da Inglaterra, tudo à sua volta muda. Leonora começa a ser destratada pela duquesa e até pelos outros servos, até então seu amigos.
Numa noite gelada em Newcastle, sem ter para onde ir, ela acaba se abrigando no celeiro, aconchegada à vaca da duquesa, para não morrer de frio. Ali ela é acordada brutalmente pelo capataz da propriedade e amparada por aquele cuja imagem permeara seus pensamentos durante cinco longos anos, o poderoso duque de Pudhoe, conhecido em toda a Europa por Lorde Perverso. Mas Leonora não o via assim. Pelo contrário. Achara-o caridoso. Afinal, se não fosse por ele, certamente não teria sobrevivido àquela noite." (SKOOB)




"O terceiro livro da série O Quarteto do Norte 

Quando o duque de Belvoir teve que sair às pressas da casa de Juliette Drouet, a amante de Victor Hugo, para não ser pego em flagrante pelo próprio escritor, sua única alternativa foi dirigir a própria carruagem pelas vielas de Paris. O que ele não esperava, contudo, era que tivesse que socorrer uma dama que acabara de chegar à cidade. A carruagem do Hôtel de Ville, que fora buscá-la no porto, havia quebrado um eixo e ele passava no exato momento do acidente. Não teve alternativa senão esconder a sua identidade, pois a jovem estava acompanhada justamente da ordinária baronesa viúva de Patchetts, uma antiga vizinha do duque seu pai, no Norte da Inglaterra. Tudo o que ele — o duque inglês bastardo — não podia, naquele momento, era ser reconhecido. Assim, apresentou-se como o cocheiro do conde Filippo Raspail e prestou socorro às damas.
   Fruto da relação de um poderoso duque inglês, que não tivera filhos no casamento, com uma cortesã francesa, Belvoir — assumido pelo pai — vivia uma vida desregrada em Paris. Embora na juventude tivesse tido certa proteção moral por parte dos amigos, o duque de Prudhoe e o conde de Northumberland, sofrera muita rejeição da aristocracia britânica, sendo chamado de ‘lorde bastardo’. Por isso, tinha convicção absoluta de que nunca se casaria com a filha de nenhum deles. Belvoir só não contava que Harriet Neville, a lady que socorrera, se apaixonaria de verdade por ele, mesmo achando que fosse um humilde cocheiro." (SKOOB)




"O quarto livro da série O Quarteto do Norte

Lady Leanah sempre fora a boa moça. Fazia tudo o que se esperava de uma dama. Manteve-se pura à espera de seu príncipe, o cavalheiro que ela sempre amara, lorde Robert Percy, o irmão mais novo do conde de Northumberland, Edward Percy. Quando, finalmente, já com 23 anos, está prestes a realizar o seu sonho e casar-se por amor, Robert se casa às pressas com sua antiga prometida, Charlotte Mortimer, uma prima por parte de mãe, e a abandona. Decidida a se vingar, lady Leanah se aproxima de Elizabeth Douglas, uma cortesã regenerada, e implora para que a ensine a deixar todos os homens aos seus pés.
    Quando o bom moço lorde Robert Percy, finalmente, recebera a aprovação do conde seu irmão, Edward Percy, para se casar com a linda lady Leanah, a irmã do conde de Douglas, da ancestral família inimiga dos Percy Northumberland, ele cai numa armadilha preparada por lorde Mortimer e tem, por honra, que se casar com sua prima Charlotte. Entretanto, jurou jamais tocar um só dedo nela. Afinal, como dissera o tio, ele já não a tinha deflorado? Cansado de ser o bom homem, o lorde se torna um dos maiores pervertidos da Europa e, para sair de Londres, a exemplo de seu pai, ele parte para a Índia. Quando na guerra de Folly de Auckland, ao lado de lorde Palmerston, ele entra em combate, a única pessoa que não esperava encontrar naquele lugar e, ainda por cima num bordel, era Leanah. O que, por Deus, ela estaria fazendo ali?!" (SKOOB)




Ufa! Esses foram os e-books que recebi em parceria com a editora. Alguns eu tenho muita curiosidade em ler; outros, nem tanto. Mas vou tentar ler o máximo possível desses disponíveis.

Vocês conseguem escolher o que mais te chama atenção? Me conte nos comentários e quem sabe não seja minha próxima leitura?!


You Might Also Like

9 comentários

  1. Olá.
    Parabéns pela parceria!
    Fiquei com vontade de ler A intrusa e Quando os céus conspiram.
    Não conheço nenhum desses autores. Estou ansiosa para ler as suas resenhas e saber o que você achou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oii!
    Não conheço livros da editora, então vou acompanhar as resenhas aqui no blog...
    Parabéns pela parceria!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela parceria! Ainda não li nada da editora,e entre os livros fiquei curiosa por O vento de piedade.

    ResponderExcluir
  4. Oii
    Conheço pouquíssimos livros da editora, adorei ver esse outros, me conquistaram.
    Parabéns pela parceria incrível, espero resenhas...
    Beijos ❤️

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Parabéns pela parceria, eu não tinha conhecimento dos livros mas alguns já me deixou bem curiosa, espero ler e conhece.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Primeiramente, parabéns pela parceria! Confesso que não conhecia a editora, mas já estou louca para conferir por aqui as resenhas e saber mais sobre as obras.

    ResponderExcluir
  7. Oi! Eu não conheço a editora e nem os seus livros,porém leria os romances de época,apesar das capas não serem lá essas coisas

    ResponderExcluir
  8. Eu já ouvi falar nesse Editora mas nunca cheguei a ler nenhum livro dela maçonaria todos os monstros de época Afinal são os mais conhecidos dessa editora eu quero muito ler Anne with an e que foi adaptado para Netflix

    ResponderExcluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Sobre

PS Amo Leitura surgiu em 2014 com o intuito de compartilhar o meu amor pela leitura com todos.