sexta-feira, 11 de agosto de 2017

[Resenha] O Garoto dos Meus Sonhos

Escritora: Lucy Keating
Editora: Globo Alt
Páginas: 264

SINOPSE: "Desde quando consegue se lembrar, Alice tem sonhado com Max. Juntos eles viajaram o mundo, passearam em elefantes cor-de-rosa, fizeram guerra de biscoitos no Metropolitan Museum of Art... e acabaram se apaixonando. Max é o garoto dos sonhos – e somente dos sonhos – até o dia em que Alice o vê, surpreendentemente, na vida real. Mas ele não faz ideia de quem ela é... Ou faz? Enquanto começam a se conhecer, Alice percebe que o Max dos Sonhos em nada se parece com o Max Real. Ele é complicado e teimoso, além de ter uma namorada e uma vida inteira da qual Alice não faz parte. Quando coisas fantásticas dos sonhos começam estranhamente a aparecer na vida real – como pavões gigantes que falam, folhas de outono cor-de-rosa incandescente, e constelações de estrelas coloridas –, Alice e Max precisam tomar a difícil decisão de fazer isso tudo parar. Mesmo que os sonhos sejam mais encantadores que a realidade, seria realmente bom viver neles para sempre?"


Em "o garoto dos meus sonhos" vamos conhecer a personagem Alice. Desde pequena Alice vem sonhando com Max. Em seus sonhos eles viajam o mundo, passeiam de elefantes cor-de-rosa, fazem guerras de biscoitos e tudo que for possível. Max é aquele garoto que ela jamais esqueceu e que só existe ele no mundo (até na realidade ela não tem olhos para mais ninguém). Sim, Alice está apaixonada por Max do seu sonho. 

Quando Alice tromba com um certo garoto no corredor da escola ela percebe que é Max. E não é qualquer Max, é o Max que ela vem sonhando desde sempre. O garoto que ela ama, o garoto dos seus sonhos. No começo ela acha que realmente está sonhando e que aquilo não é possível, mas percebe que seu sonho tornou-se realidade: Max está em sua frente, em carne e osso.


💬 "Quando você se apaixona, o cérebro recebe uma enxurrada de dopamina. O mesmo efeito que as pessoas têm ao usar drogas. Você é basicamente um viciado. Mas, quando o amor, a pessoa do seu afeto, é tirado de você, processamos isso na mesma parte do cérebro que nos diz se nos queimamos, quebramos um osso ou arranhamos a pele." (pág. 45)

Alice não sabe o que dizer à ele. Como chegar em um garoto que na realidade você acabou de conhecer, mas que na verdade conhece dos seus sonhos? Seria loucura demais. Porém tentando se aproximar de Max, Alice descobre que ele também a conhece dos seus: eles sonham um com o outro todas as noites. É como se o sonho de um fosse o reflexo do outro. Agora juntos eles vão tentar descobrir o motivo desses sonhos.


O que falar de um livro que eu tinha total expectativa e me decepcionou completamente? Sim, "o garoto dos meus sonhos" não atendeu as minhas expectativas. Quando li a sinopse eu me apaixonei (sem contar por essa capa maravilhosa). Era um livro que tinha tudo para ser encantador, fofo, romântico, mas a leitura não fluiu. A escrita da Lucy tornou tudo cansativo e os acontecimentos narrados eram fracos demais.


💬 "Mas existem muitas teorias. Alguns pensam que o amor está dividido em duas categorias: passional e compassivo. Passional vem primeiro e dura apenas alguns anos no máximo, seguido de compassivo, que é mais forte e mais durável. Outros ponderam que existem três componentes par ao amor: intimidade, paixão e comprometimento, e diferentes combinações dessas três coisas produzem diferentes tipos de amor." (pág. 57)

Os capítulos são intercalados entre a realidade e os sonhos de Alice até que os sonhos começam atrapalhar a sua realidade e tudo fica uma confusão que só. E, infelizmente, a personagem principal não me conquistou e em muitas vezes a achei irritante. Na verdade o livro não me conquistou em nenhum momento. Para mim foi somente mais uma capa bonita e nada mais.

Não é porque eu não gostei da leitura que você não possa gostar. Vamos analisar pelo ponto que a autora quis transmitir: aquele único amor, aquele garoto que você sempre sonhou pode estar mais próximo do que você imagina. Certo? E é isso o livro. Não há outras mensagens ocultas. É um livro com poucos capítulos e até mesmo curtos e que às vezes te faz acreditar em um garoto perfeito.


💬 "Acontece que não é o conteúdo do sonho que nos intriga, mas sim a questão de ser involuntário. Não gostamos que sonhos apenas aconteçam conosco. Não aceitamos ou não queremos aceitar coisas além do nosso controle... em especial quando vêm de nossas próprias mentes." (pág. 111)

Bom, é isso. O livro não tem grandes reviravoltas, nada de extraordinário acontece e no final você descobre o que realmente está acontecendo com Max e Alice. Se você curte romances leves, histórias mais leves, esse livro pode ser indicado para você. Se deseja muito ler, não deixe de ler apenas porque eu não gostei. Às vezes você pode se surpreender com a leitura.



MAIS QUOTES


💬 "As pessoas não podem apenas desligar o que sentem porque alguém diz isso para elas." (pág. 171)

💬  "Não tenha medo de seguir seus sonhos. Afinal de contas, eles são tudo que temos. O que nós somos sem eles?" (pág. 244) 

Avaliação: ❤❤

Nenhum comentário:

Postar um comentário