quinta-feira, 27 de abril de 2017

[Resenha] Dois a Dois

Escritor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 512


Sinopse: "Com uma carreira bem-sucedida, uma linda esposa e uma adorável filha de 6 anos, Russell Green tem uma vida de dar inveja. Ele está tão certo de que essa paz reinará para sempre que não percebe quando a situação começa a sair dos trilhos.
   Em questão de meses, Russ perde o emprego e a confiança da esposa, que se afasta dele e se vê obrigada a voltar a trabalhar. Precisando lutar para se adaptar a uma nova realidade, ele se desdobra para cuidar da filhinha, London, e começa a reinventar a vida profissional e afetiva – e a se abrir para antigas e novas emoções.
   Lançando-se nesse universo desconhecido, Russ embarca com London numa jornada ao mesmo tempo assustadora e gratificante, que testará suas habilidades e seu equilíbrio emocional além do que ele poderia ter imaginado."


Em "dois a dois" nós vamos conhecer sobre Russell, sua esposa Vivian e sua adorável filha de seis anos, London. Eles vivem em Charlote e tem uma vida invejável por muitos: um típico casal, vida estável, uma filha educada, um emprego bem-sucedido, uma família unida e sempre disposta a ajudar. Mas a vida deles está prestes a mudar.

Como nada é perfeito, Russ decide abandonar o seu emprego atual e abrir o seu próprio negócio (ele trabalha com publicidade). Mesmo com a negação de Vivian, ele decide que é hora de se arriscar. Com as economias feitas durante os anos, ele conseguiria manter a sua família tranquilamente, desde que os luxos fossem cortados por um período até a sua carreira começar a decolar. O que ele não esperava era que sua vida fosse mudar completamente e não apenas a vida no trabalho e sim sua vida pessoal.


"Quando você começa a tentar entender o que deu errado ou mais especificamente, onde você errou, é mais ou menos como descascar uma cebola. Há sempre outra camada, outro erro do passado ou mais lembrança dolorosa que surge e então conduz ainda mais para o passado, e ainda mais, em um busca da verdade definitiva. Cheguei ao ponto em que parei de tentar entender: agora, a única coisa que de fato importa é aprender o suficiente para evitar repetir os mesmos erros." (pág. 18)

Com essa decisão, Vivian não aceita que ele arrisque tudo o que conquistou até agora porque existe London para criar, então ela decide arrumar um emprego para ajudar com a casa e até mesmo com seus "luxos". O problema é que Vivian consegue um emprego com alguém que Russ nunca gostou e começa a fazer viagens de negócios quase toda semana. É onde a vida de Russ começa a desmoronar: ainda sem conseguir clientes para a sua nova empresa, sua esposa está viajando toda semana, há brigas sempre que estão juntos, seu casamento está aparentemente por um fio e ainda há a responsabilidade com a sua filha.

Como se a vida de Russell já não estivesse uma enorme confusão, a aparição de sua ex, Emily, poderá agravar um pouco mais. Além de reencontrar sua ex, Russ enfrentará um sofrimento terrível de doença diagnosticada em sua família. Como ele irá superar tudo? Quando sua vida voltará a ser como era antes?



Devo começar dizendo o quanto eu amo o Nicholas Sparks e o quanto eu admiro suas histórias? Ou o quanto o Nicholas é capaz de destruir meu coração, me deixar aflita e me conquistar em cada virar de página? Todas suas histórias me prende de alguma forma e com esse livro não foi diferente.

Nicholas consegue envolver o leitor do começo ao fim. Ele nos apresenta personagens reais, histórias que acontece diariamente com pessoas ao nosso redor e nunca iremos saber. E o que mais me conquistou em "dois a dois" foi a forma real da história, a emoção depositada em cada personagem e a narrativa em primeira pessoa, trazendo essa emoção de uma forma mais intensa.


"Em outras palavras, a culpa nem sempre é inútil. Ela pode nos impedir de cometer o mesmo erro duas vezes." (pág. 164)

Quando digo "uma história real" quero dizer a forma que um pai simplesmente vira "dono de casa" do dia para a noite. Quando as responsabilidades começam a mudar, quando surge a necessidade de ser além de marido, de ser o único que sustenta a família, de tentar manter o equilíbrio entre o casal, de ter responsabilidade redobrada. Russ é esse cara! Russ representa muitos pais solteiros ou que têm essa responsabilidade em casa.

Ainda referente a "uma história real": muitas vezes me peguei sentindo raiva da personagem Vivian por suas atitudes. Entendo toda a pressão que ela passou devido a decisão do seu marido, mas não concordo com as atitudes que ela tomou relacionadas à ele. Russell é aquele típico personagem do Nicholas (super romântico) e Vivian é aquela personagem fria, incapaz de demonstrar sentimentos (o que também foi uma surpresa para mim). Mas como eu disse anteriormente, são coisas vivenciadas no dia-a-dia de muitos.


"Muita gente acha que suprimir ou evitar as emoções é saudável. E às vezes pode até ser, principalmente depois que o tempo passa. Mas logo depois de um acontecimento traumático costuma ser melhor simplesmente deixar os sentimentos aflorarem e experimentá-los de forma plena, sem esquecer que o sentimento vai passar. Lembre que você não é suas emoções." (pág. 251)

Claro, eu não poderia deixar de citar a amável London. É possível perceber toda a inocência de uma criança. Mesmo com o mundo "desmoronando" ao seu redor, ela estava sempre feliz, sempre agradando seus pais, fazendo o seu melhor, incapaz de perceber qualquer coisa diferente. E isso eu admirei bastante no enredo, aliás, são coisas para serem explicadas com o tempo e não "jogadas" em cima de uma criança. A inocência tem que prevalecer!

É difícil colocar em palavras todas as emoções que esse livro me apresentou. Eu gostei, gostei muito do enredo! Para quem já leu outros livros do autor sabe que ele sempre apresenta romance e nesse livro você vai encontrar amor, sim, mas um amor entre um pai e uma filha. Um amor paterno diferente de tudo que costumamos ler em seus livros. Um amor verdadeiro!


"Amizade não significa há quanto tempo você conhece uma pessoa. Amizade significa alguém entrar na sua vida, dizer 'eu estou do seu lado', e depois provar." (pág. 382)

Tudo que tenho a dizer é: leiam "dois a dois"; leiam Nicholas Sparks! Sinta todas as emoções possíveis que esse livro é capaz de nos fazer sentir. Apaixone-se pelos personagens; sinta raiva de alguns; viva cada virar de página.

MAIS QUOTES





"Eu sei como é amar. Talvez nunca tenha deixado de amá-lo... Deus sabe que eu o amei com cada pedaço do meu ser. Não acho que esse tipo de sentimento simplesmente desapareça. Ele deixa marcas." (pág. 421)

"Na verdade, a vida é isso, lembro-me de ter pensado. Amor, risadas, amizade. Momentos felizes com aqueles de quem gostamos." (pág. 432)

Avaliação: ♥♥♥♥♥ 

10 comentários:

  1. Nossa, já estou vendo que precisarei de um lencinho para ler esse livro!hauahauhauahuahauahuahauhaua
    (sempre preciso de um quando leio algum livro dele)
    Creio que esse livro nos dá aqueles tapas na cara necessários para a vida a dois e a relação com o próximo.

    Um super beijo

    Livros em Contexto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de ler algo do Sparks você sempre irá precisar de um lencinho rs. Nicholas é um destruidor de sentimentos haha.
      E sim, ele mostra muita coisa sobre o mundo real. Foi por isso que gostei demais do enredo!

      Beijos.

      Excluir
  2. Olá! Já me apaixonei por esse livro. Nicholas sempre tem esse efeito de emoção na gente :´)
    Amei a resenha!

    xoxo
    https://ldesaturno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! <3
      Nicholas é incrível em tudo que ele escreve e esse livro não foi diferente.

      Beijos.

      Excluir
  3. Ahhh o Sparks arrebenta corações mesmo <3 Não este livro ainda, mas eu achei o enredo bem diferente dos outros dele e realmente parece ser uma história mais realista!! <3

    Adorei a resenha


    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante
    Sorteio A guerra que salvou a minha vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, é bem diferente de tudo que o Nicholas já escreveu. Talvez tenha sido por esse motivo que tocou tanto o meu coração. <3
      Obrigada!

      Beijos.

      Excluir
  4. Oi!
    Adoro o Nicholas também, os livros dele trazem nossos emoções mais profundas e ver que aqui ele demonstra o verdadeiro amor entre pai e filha, deve ser uma tremenda leitura que pretendo fazer em breve.
    Bom final de semana!
    “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nicholas destrói qualquer coração mesmo e esse livro, mostrando a realidade e o amor entre um pai e uma filha, é uma leitura incrível. Vale a pena! <3

      Excluir
  5. Oi!
    Preciso dizer:terminei de ler esse livro recentemente e pra variar mais um livro do Sparks que me destruiu!!
    Ele tem esse dom kkkkkkkk
    Foi um pouco diferente do que ele está acostumado a escrever,mas mesmo assim achei genial!!Uma história real,bem atual e emocionante.
    Muito fato que odiei a Vivian haahhahahahhaa
    Beijos!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nicholas destrói todos os corações mesmo! Não tenho mais estrutura para isso! hahaha
      Realmente, é algo bem diferente do que ele costume e talvez seja por "sair da rotina" que tenha feito a gente adorar tanto.
      E como não odiar a Vivian?! hahaha

      Excluir