quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

[Se Gostou De] A Vida em Tons de Cinza...

... talvez goste de Uma Constelação de Fenômenos Vitais.


Indicação de leitura.

"1941. A União Soviética anexa os países bálticos. Desde então, a história de horror vivida por aqueles povos raras vezes foi contada.
Aos 15 anos, Lina Vilkas vê seu sonho de estudar artes e sua liberdade serem brutalmente ceifados. Filha de um professor universitário lituano, ela é deportada com a mãe e o irmão para um campo de trabalho forçado na Sibéria.
Lá, passam fome, enfrentam doenças, são humilhados e violentados. Mas a família de Lina se mostra mais forte do que tudo isso. Sua mãe, que sabe falar russo, se revela uma grande líder, sempre demonstrando uma infinita compaixão por todos e conseguindo fazer com que as pessoas trabalhem em equipe.
No entanto, aquele ainda não seria seu destino final. Mais tarde, Lina e sua família, assim como muitas outras pessoas com quem estabeleceram laços estreitos, são mandadas, literalmente, para o fim do mundo: um lugar perdido no Círculo Polar Ártico, onde o frio é implacável, a noite dura 180 dias e o amor e a esperança talvez não sejam suficientes para mantê-los vivos." ( SKOOB )



"Ao ver sua casa pegando fogo, após seu pai ser levado por soldados russos, Havaa, de 8 anos, se esconde na floresta e observa as chamas até que um vizinho a encontra sentada na neve. Akhmed sabe que se envolver significa arriscar a própria vida e que não há lugar seguro para abrigar uma criança na vila, onde informantes fazem qualquer coisa por um pedaço de pão. Mesmo assim, ele a conduz até o único lugar em que acredita que a menina poderia estar a salvo: um hospital abandonado que já teve quinhentos funcionários e onde a úica médica restante, Sonja, está no degrau mais baixo de sua carreira, amputando membros dilacerados em pacientes atingidos por minas terrestres.
   Também médico, Akhmed é pouco competente, mas bem-intencionado, e seus conhecimentos, embora precários, são rapidamente requisitados: ele logo aprende a serrar pernas atingidas por estilhaços de bombas. Apesar dos protestos de Sonja de que o hospital não é um orfanato, Akhmed consegue convencê-la a manter Havaa escondida ali.
   Nesse cenário de guerras, ocupações e insurgências que arruinaram a Chechênia desde a década de 1990, a confiança entre Akhmed e Sonja desenvolve-se lentamente, com Havaa funcionando como ponte. As histórias de perda dos dois médicos farão com que eles se apeguem à menina com uma ansiedade cega." ( SKOOB )




Gosto de livros que relatam a guerra e tudo mais. "A vida em tons de cinza" está na minha estante e estará na minha meta de 2017. Já o livro "uma constelação de fenômenos vitais" eu li até a página 160 e abandonei. A leitura não me prendeu e eu não quis continuar.

E você deseja ler algum?

8 comentários:

  1. Nenhum dos dois livros me chamam muito a atenção (só as capas na verdade, rs), apesar de eu gostar desses temas de guerra... =/
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As capas são realmente maravilhosas, né? Mas ambos me chamam atenção além disso haha. Uma pena que não tenha despertado o seu interesse. :(

      Beijos.

      Excluir
  2. Oi
    os dois livros parecem ser bons, eu já li resenhas super positivas do primeiro livro.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou bem ansiosa em lê-lo. Li vagamente algumas opiniões e realmente foram positivas. Beijos.

      Excluir
  3. Oi! Acho que já deixei claro que não sou muito fã de livros ambientados na guerra, acho tudo triste demais, mas gostei da premissa do primeiro livro, não conhecia nenhum dos dois, talvez eu dê uma chance.
    Beijo! Leitora Encantada
    Participe do Sorteio de Natal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente são histórias tristes, mas eu gosto de histórias que partem meu coração. Loucura?! haha. Espero que dê uma chance e que o livro te agrade.

      Beijos.

      Excluir
  4. Não li nenhum dos dois e confesso que eles nunca me chamaram a atenção.
    Que pena que um foi uma decepção para você. Tomara que o outro não seja.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena que não te chama atenção . :( E sim, infelizmente não me agradou e estou na expectativa que o segundo agrade e muito, para compensar o primeiro rs.

      Beijos.

      Excluir