sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

[Resenha] Sete Minutos Depois da Meia-Noite


Escritor: Patrick Ness
Editora: Novo Conceito
Páginas: 160

Sinopse: "Conor é um garoto de 13 anos e está com muitos problemas na vida. A mãe dele está muito doente, passando por tratamentos rigorosos. Os colegas da escola agem como se ele fosse invisível, exceto por Harry e seus amigos que o provocam diariamente. A avó de Conor, que não é como as outras avós, está chegando para uma longa estadia. E, além do pesadelo terrível que o faz acordar em desespero todas as noites, às 00h07 ele recebe a visita de um monstro que conta histórias sem sentido. O monstro vive na Terra há muito tempo, é grandioso e selvagem, mas Conor não teme a aparência dele. Na verdade, ele teme o que o monstro quer, uma coisa muito frágil e perigosa. O monstro quer a verdade."
"Quem pode dizer que a vida real é que não é um sonho?" (pág. 31)
Sabe quando você finaliza uma leitura com um aperto enorme no coração? É assim que estou me sentindo nesse momento, enquanto escrevo essa resenha, ou pelo menos tento.

"Sete minutos depois da meia-noite" vai contar a história de Conor, um garoto de 13 anos e que enfrenta muitos problemas. Sua mãe está no hospital, doente; seu pai mora nos EUA com sua outra família; Conor e sua avó não se entendem muito bem e além disso, ele sofre bullying na escola.
"Às vezes as pessoas precisam mentir para si mesmas acima de tudo." (pág. 52)
Todos os dias, exatamente às 00:07, Conor recebe a visita de um monstro. É apenas um pesadelo, mas com horário marcado. O monstro vive há muito tempo na terra e caminha para ajudar as pessoas e Conor precisava dessa ajuda.


Durante esses pesadelos, o monstro conta histórias que ele presenciou fazendo com que Conor entenda a importância de cada uma e no final, a última história, terá que ser contada por ele. Mas tudo que o monstro deseja é a verdade e somente Conor é capaz de dize-la.
"Você não escreve sua vida com palavras. Você escreve com ações. O que você pensa não é tão importante. Só é importante o que você faz." (pág. 149)
Como um livro é capaz de me deixar tão triste? Em primeiro lugar: eu adorei esse livro. Sim, ele me deixou triste, com o coração partido, mas adorei a escrita de Patrick e como a narrativa fluiu em cada página. Em segundo lugar: o livro aborda o mundo real e a fantasia e o escritor conseguiu trazer os dois de uma boa forma, conquistando o leitor.

Um livro incrível que fala sobre a perda, o medo da solidão e a coragem para enfrentar esse seu maior medo que tornou o seu maior pesadelo. 

Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥

8 comentários:

  1. Peguei esse livro na mão hoje mas estava caro. Quero muito ler!
    bjs

    Amor por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito amorzinho esse livro, né? <3
      Realmente... vi os valores hoje e ele está um pouco caro :( Espero que fique acessível e em breve, e você possa aproveitar essa leitura linda.

      Beijos.

      Excluir
  2. Olá! Estou doida para ler esse livro desde que vi um sorteio dele no skoob e fui ver do que se tratava, mas está muito caro!
    Adorei sua resenha, só me deixou com mais vontade de ler!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha; <3
      Infelizmente o valor dele está caro. Mas espero que fique acessível e você possa lê-lo, pois é uma história realmente incrível.

      Beijos.

      Excluir
  3. Oii Fabi, recebi esse livro de parceria com a editora e já é minha leitura atual e por enquanto estou gostando bastante, parabéns pela resenha.
    - Beijos, Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recebi também em parceria com a NC e adorei. Espero que a leitura esteja sendo agradável para ti como foi para mim. <3

      Beijos!

      Excluir
  4. Esse é um livro bem profundo, não achei ele tão surpreendente quanto vi muita gente comentando mas é um ótimo livro. Gostei principalmente das histórias contadas pelo monstro, muito interessante elas.

    Epílogo em Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito profundo mesmo. Gostei bastante e acho que traz grande lição para todos.

      Excluir