sexta-feira, 18 de novembro de 2016

[Resenha] Nada Mais a Perder

Escritora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 400

Sinopse: "Na juventude, Henri Lachapelle foi um cavaleiro de raro talento, entre os poucos admitidos na academia de elite do hipismo francês, o Le Cadre Noir. Contudo, reviravoltas da vida o levaram da França a Londres, onde ele agora vive em um simples conjunto habitacional. Sem nunca abandonar o amor pela antiga carreira, aos trancos e barrancos Henri ensina a neta, Sarah, a montar o cavalo Boo, na esperança de que o talento da dupla seja o passaporte para uma vida melhor e mais digna para todos. Mas um grande golpe muda mais uma vez os planos de Henri Lachapelle, e Sarah se vê entregue à própria sorte, lutando para, além de sobreviver, cuidar de Boo e manter os treinamentos.

Natasha é uma advogada especializada em representar crianças e adolescentes envolvidos com crimes ou em situação de risco. Abalada emocionalmente e em dúvidas quanto a seu futuro profissional depois de um caso terrível, Natasha ainda tem de lidar com as feridas do fim de seu casamento. Um fim, diga-se de passagem, bem inusitado, já que ela se vê forçada a morar com o charmoso futuro ex-marido enquanto esperam a venda da casa da família.

Quando Sarah cruza o caminho de Natasha, a advogada vê na menina a oportunidade de colocar a vida de volta nos trilhos e decide abrigar a adolescente sob o próprio teto. O que ela não sabe é que Sarah guarda um grande segredo que lhes trará sérias consequências."
"Talvez fosse impossível encontrar a verdade em tais situações; talvez a única coisa que se podia esperar era a verdade de cada uma das pessoas." (pág. 100)
Natasha é advogada especializada em crianças e adolescentes em situações de risco. Mesmo dedicando-se totalmente ao seu trabalho, ainda sente-se instável em relação a ele e em sua vida amorosa. Mesmo namorando Conor, Natasha sente que ainda há alguma ligação com seu futuro ex-marido, ainda mais quando ele aparece em sua casa e transforma novamente sua vida.

Já Sarah é uma adolescente de 14 anos que vive com seu avô chamado Vô e seu cavalo Boo. A mãe de Sarah morreu quando ela ainda pequena e sua Vó faleceu apenas quatro anos atrás. Mesmo Sarah ainda sofrendo com a morte de sua querido Vó, continua dedicando-se ao cavalo para montaria (seu Vô era um grande cavaleiro e ele ensinou todos os truques para sua neta).
"Se você amasse tanto alguém, o seu ambiente deveria perder a importância e todos os sacrifícios que você fez deveriam desaparecer no passado?" (pág. 198)
Nenhuma das duas têm nada em comum, mas quando se encontram, as duas tem suas vidas mudadas para sempre. Não vou dizer que mesmo após elas se conhecerem foi tudo as mil maravilhas. Não! Sarah é como qualquer adolescente de 14 anos: completamente rebelde. Natasha, como sempre dedicou-se mais ao trabalho, não sabia como lidar com essas rebeldias e acabava sendo mais rigorosa com ela. O único que sempre era estável e apoiava a garota era Mac.
"Há amor no que ele faz, no que ele... propõe. O Simples fato de ele não falar disso não significa que o amor não está presente em cada palavra do livro." (pág. 265)
"Quando se acha que está perdendo uma coisa, nem sempre se age do jeito mais inteligente." (pág. 331)
Eu poderia contar como elas se conheceram? Sim, mas acho que é um dos grandes pontos do livro. Tudo que posso dizer é que após o Vô de Sarah ter ido para o hospital e ela não ter ninguém por perto, Natasha decidi ficar com a garota por algumas semanas até seu Vô se recuperar. Sarah mesmo sendo uma adolescente, trouxe grandes lições assim como Natasha. Me senti parte do livro conforme cada narrativa. Sofri, ri e senti vontade de bater em alguns personagens (oi, Mac).
"Às vezes só eram necessárias algumas palavras de incentivo para reacender uma fagulha da confiança de que o futuro poderia ser maravilho, em vez de uma série infindável de obstáculos e decepções." (pág. 387)
O que eu mais gosto na Jojo é isso: ela sempre traz alguma história diferente. O livro apresenta o amor, claro, mas não apenas o amor entre o casal e sim o amor entre uma menina e seu cavalo. Talvez muitas pessoas não gostem desse livro por ele relatar bastante do hipismo e tudo mais, mas confesso que gostei bastante por isso. 

O livro é narrado em terceira pessoa dividindo alguns capítulos entre a vida de Sarah e a da Natasha. Mesmo com todos os acontecimentos, Natasha começa a perceber que o trabalho não é a única coisa importante em sua vida e Sarah começa a se tornar independe e perceber que não está sozinha no mundo, sempre há alguém que irá cuidar e proteger de todos os perigos.

Avaliação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

8 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Não sei nada sobre hipismo e devo admitir que li "A baía da esperança" sem saber nada sobre baleias e não curti muito. Mas acho que posso tentar ler um dia.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei bastante de "a baía da esperança". Acho que a Jojo descreve muito bem sobre o que o livro propõe, assim como esse livro. Leia, sim. É um excelente livro!

      Beijos.

      Excluir
  2. Oi!!
    Esse livro parece ser lindo! Da autora só li "Como eu era antes de você", amei e tenho vontade de ler outros livros dela.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia todos da Jojo! Sou super suspeita em falar pois sou #jojolovers haha. Mas esse livro dela é muito lindo! <3

      Beijos.

      Excluir
  3. oi oi querida,
    Fico muito feliz que vc tenha gostado do livro, é sempre ótimo embarcar em uma leitura fofa que termina deixando um sorriso no rosto da gente.
    Já havia visto algumas resenhas sobre ele, mas sempre protelei a leitura.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É ótimo, não é? <3 Não adie mais a leitura. Leia, aventure-se! É um livro maravilhoso. Vale a pena.

      Beijos.

      Excluir
  4. Olá
    Adorei a resenha estou louca para ler esse livro.
    Concordo com vc a Jojo escreve sempre histórias diferentes e nos apresenta o amor de maneira incondicional.
    A capa está linda e eu me interessei bastante pela premissa do livro.
    Tb gosto muito de histórias que alternam capítulos nos apresentando os personagens e seus pontos de vista.
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. <3
      Então com certeza você vai adorar esse livro. Pode ler sem medo! Beijos.

      Excluir